A ocupação pré-romana da Foz do estuário do Tejo / Elisa de Sousa.

By: Sousa, Elisa de
Material type: TextText; Format: print Series: Publisher: Lisboa : Centro de Arqueología da Universidade de Lisboa, [2014]Description: 449 p. : il. ; 30 cmISBN: 9789899914605Subject(s): Excavaciones arqueológicas -- Portugal | Tajo (Portugal) | Portugal -- Restos arqueológicos prehistóricos
Tags from this library: No tags from this library for this title. Log in to add tags.
    Average rating: 0.0 (0 votes)

Esta dissertação tem como objectivo o estudo da ocupação da Idade do Ferro do Estuário do Tejo durante a segunda metade do 1º milénio a.C. A base empírica em que assentou é constituída por conjuntos artefactuais concretos, na sua grande maioria cerâmicos, provenientes de diversas escavações e outros trabalhos arqueológicos realizados na área urbana de Lisboa (Rua dos Correeiros), no concelho da Amadora (Moinho da Atalaia Oeste, Baútas, Moinhos do Filipinho, Casal de Vila Chã Sul, Fiat – Alfragide, Alfragide Segundo Sul) e no concelho de Sintra (Santa Eufémia, Castelo dos Mouros, “Sepultura do Rei Mouro”). Com a análise pormenorizada destes conjuntos, procurou-se sistematizar o repertório formal da cultura material das comunidades que habitaram este território, atendendo, naturalmente, às divisões, por categorias, dos próprios espólios, distinguindo-se, assim, as ânforas, a cerâmica de engobe vermelho, a cerâmica cinzenta e a cerâmica comum. A leitura destes elementos, e o seu cruzamento com outros dados provenientes dos diversos sítios arqueológicos da Idade do Ferro localizados no Estuário do Tejo, permitiram esboçar uma nova leitura sobre a organização deste espaço durante o 1º milénio a.C. As características dos artefactos estudados e a sua dispersão tornou possível individualizar esferas concretas de cariz cultural que possibilitaram discutir a dinâmica da ocupação do território durante a Idade do Ferro.

There are no comments for this item.

to post a comment.

Powered by Koha